in

Sem esperanças de ter Emmanuel Mas, Grêmio foca em outra estrela do Boca Juniors

Gremistas

Na busca de compor um grande elenco em 2019, o Grêmio segue sondando craques de grandes clubes, seja brasileiro ou não.

O principal objetivo do Tricolor Gaúcho é encontrar um nome de peso para ocupar a posição de lateral, um dos maiores problemas da casa atualmente.

O time de Porto Alegre (RS) estava quase conseguido fechar a contratação de Emmanuel Mas, no entanto, uma troca inesperada na comissão técnica do Boca Juniors fez os planos do time brasileiro irem por água abaixo. Antes, sem nenhuma grande perspectiva de continuar no elenco do clube argentino, o craque se tornou um dos destaques da nova direção.

Isso porque eles pretendem contar com o talento de Emmanuel Mas nesta temporada. Diante da situação e sem esperanças de que o quadro possa se reverter, o Grêmio já está em busca de novos jogadores que possam ocupar a posição. De acordo com as informações dos jornalistas argentinos, os gremistas mudaram sua direção para o lateral esquerdo do Talleres, Lucas Olaza.

Em 2018, o atleta uruguaio conseguiu ter um grande desempenho a frente da equipe de Córdoba. O resultado foi tão bom, que ele conseguiu fazer o time se classificar para a Libertadores 2019.

Coincidentemente, o craque está emprestado a equipe do Boca Juniors desde julho do ano passado, tendo seu contrato previsto para vencer na metade deste ano. Até agora, foram 31 partidas disputadas e 4 gols marcados.

Aos 24 anos, Lucas tem o seu valor de mercado em alta. Atualmente, estima-se que seu passe custe em torno de 3,5 milhões de euros. Entretanto, a negociação com o Grêmio também deve ser por empréstimo, com a opção de realizar a compra no final.

Leia Também

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.

Next post

Palmeiras atravessa negociações por craque e pode dar chapéu histórico no Flamengo

Carolina Dieckmann dá entrevista e vira chacota nas redes sociais: ‘eu sofro’