in

Filho do General Mourão substituiu assessor petista que ganhava R$ 100 mil por mês?

Arquivo Pessoal / Agência Brasil

Uma das notícias mais comentadas dos últimos dias diz respeito ao crescimento profissional de Antônio Hamilton Rossel Mourão, filho do vice-presidente Hamilton Mourão, no Banco do Brasil, onde tornou-se assistente da presidência e teve seu salário aumentado em quase três vezes em relação ao que ganhava antes. 

Diante da notícia que gerou críticas ao vice-presidente e respingou até no presidente Jair Bolsonaro (PSL), passou a circular a informação de que Antônio Hamilton substituiria um ex-assessor petista que recebia R$ 100 mil mensais. Portanto, o salário de R$ 36 mil do filho do General Mourão seria bem inferior ao supostamente pago ao funcionário de quem ocupou lugar.

O site E-Farsas entrou em contato com o Banco do Brasil e apurou três informações importantes referente à mudança de cargo do filho de Mourão. Em primeiro lugar, Antônio não está ocupando uma vaga que era de outro funcionário. Em segundo lugar, não há qualquer prova que indique o assessor anterior nutria alguma simpatia pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Por fim, nenhum funcionário do Banco do Brasil ganha R$ 100 mil mensais. O maior salário da entidade é pago ao presidente, que recebe menos de R$ 70 mil mensais. Fora o os R$ 68 mil pagos ao presidente, o segundo maior salário é de R$ 47 mil.

Além disso, de acordo com o jornal Gazeta do Povo, o filho do general Mourão foi promovido oito vezes durante os governos do PT. O vice-presidente alegava que o filho havia sido perseguido durante as gestões de Luiz Inácio Lula da Silva (2003 a 2010) e Dilma Roussef (2011 a 2016).

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

André Marques resolve abrir o jogo sobre sua saúde e choca com revelações

Simpático a Lula, Chico Pinheiro perde espaço na Globo após Bolsonaro assumir presidência