in

Lateral encaminha rescisão na Europa para fechar com o Flamengo

Globo Esporte / Montagem: Bruno Avila
Publicidade

O Flamengo vem mostrando realmente que é uma das equipes com o maior poderio financeiro da América do Sul. A diretoria rubro-negra vem anunciando contratações de peso e montando um elenco galáctico para a disputa da temporada de 2019.

Publicidade

Contratando reforços pontuais, o pedido da torcida e do treinador Abel Braga é por um lateral-direito, que deve pintar muito em breve no Mengão. Como todos os reforços que vem pintando no Mengão, o lateral também deve ser de peso.

Publicidade

A intenção é trazer um grande jogador para a posição, tendo os nomes de grandes já vinculados nos bastidores do clube. Rafinha e Daniel Alves foram ventilados nos bastidores do Mengão.

Entretanto, Daniel Alves dificilmente retornará ao Brasil e ainda tem uma temporada que promete pelo PSG. Já o Rafinha, não é mais tão importante no Bayern e quer muito retornar ao Brasil. O lateral-direito Rafinha vem encaminhando uma rescisão com o clube alemão, para tentar retornar ao Brasil e acertar com o Flamengo para a temporada de 2019.

Publicidade

A diretoria flamenguista vem sendo extremamente insistente para executar contratações de peso. O elenco flamenguista vem se tornando o mais caro do Brasil. A contratação de Gabigol foi a última anunciada, mas ainda devem ser apresentados grandes atletas, como o próprio Bruno Henrique, que já parece estar acertado com o rubro-negro carioca para a próxima temporada.

O lateral Rafinha, que possivelmente ao Flamengo, foi revelado pelo Coritiba e teve uma passagem curta pelo futebol brasileiro, podendo retornar para se destacar no clube carioca.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Felipão surpreende ao divulgar time que será utilizado no Campeonato Paulista de 2019

Saiba se você poderá adquirir uma arma de fogo, segundo proposta do governo Bolsonaro