in

Motorista da Uber é violentada e assassinada em seu próprio veículo

Publicidade

Na madrugada desta terça-feira (08 de janeiro), uma mulher de 47 anos que era motorista parceira do aplicativo Uber, foi encontrada morta dentro de seu próprio veículo na rodovia Washington Luiz, na cidade de Duque de Caxias. A Polícia Civil ficou responsável por investigar o caso.

Vítima dirigia para o aplicativo da Uber

A vítima, Kátia Valéria Nunes Bastos, prestava serviços como motorista particular para a Uber. A polícia suspeita que o agressor a tenha violentado e, em seguida, teria tirado a vida da mulher.

Policiais do 15º Batalhão, responsáveis pela segurança da cidade de Duque de Caxias, realizavam uma patrulha pela pista em questão no Km 116 quando viram que havia um carro caído às margens da rodovia. De acordo com os policiais, havia um homem tentando fugir do local quando eles se aproximaram. O homem suspeito foi detido e está aguardando o desfecho das investigações.

Publicidade

Suspeito do crime está detido

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense está responsável pelas investigações. A principal hipótese levantada é a de que o homem teria perdido o controle do carro enquanto tentava se desfazer do corpo de Kátia

Publicidade

Em nota, a Uber diz que repudia qualquer tipo de violência e lamentou a morte da colaboradora. A empresa também externou seus sentimentos à família da vítima e disse que qualquer tipo de violência contra a mulher deve ser punido.

Segundo a empresa, o usuário envolvido no caso foi banido do aplicativo e eles estão acessíveis para ajudar nas investigações fornecendo os dados necessários.

Publicidade
Tatiane Braz

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática. Faça contato comigo: tatianebraz1998@gmail.com