in

Negociação sofre complicação, e Ricardo Goulart pode acabar parando em rival do Palmeiras

Verdão Web
Publicidade

O meia-atacante, Ricardo Goulart, já é um antigo desejo do Palmeiras. Agora, a diretoria palmeirense está muito perto de realizar esse grande desejo, pois o atleta está próximo de deixar o futebol chinês para retornar ao futebol brasileiro.

Publicidade

Atualmente, o jogador está no Brasil e aguarda uma liberação do Guangzhou Evergrande para ser oficialmente anunciado como reforço do Palmeiras. Entretanto, quem quer estragar esse sonho é um empresário indonésio, que tem relação estreita com o clube chinês, que é dono de Goulart.

Publicidade

Trata-se de Joseph Lee, que tem 37 anos e é rompido com o Palmeiras. Com uma possível intenção de prejudicar o Verdão, o empresário tenta levar o atleta para o São Paulo F.C. Evidentemente que a vontade do jogador sempre foi reforçar o Palmeiras, mas esse sonho fica distante com um empresário indonésio tentando impedir.

Goulart viria ao Palmeiras por empréstimo, uma vez que a venda definitiva do atleta seria muito cara para os atuais moldes. O meia-atacante tem vontade de sair da China, porém sempre vem sendo barrado.

Publicidade

O que pode acabar dando um ’empurrão’ para que o jogador consiga sair do futebol chinês é a chegada de Paulinho no time, assumindo a posição de protagonistas e tirando esse peso de cima de Goulart. Com Paulinho, o meia Ricardo Goulart acabou, até mesmo, perdendo a titularidade absoluta na equipe.

Vale ressaltar que, na China, Goulart já foi campeão nacional, atuando no time comandando pelo técnico Felipão, que hoje sonha com a vinda do atleta para trabalhar novamente com ele.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Damares Alves é humilhada ao usar azul em shopping: ‘é menino ou menina?’; veja o vídeo

PT acusa invasão de nove de seus gabinetes na Câmara, no dia da posse, e gera confusão