in

Político famoso é assassinado por ex-assessor no meio da rua no Espírito Santo

Reprodução / Tonico Alves
Publicidade

O ex-governador e ex-senador pelo estado do Espírito Santo, Gerson Camata, 77, foi assassinado na tarde desta quarta-feira (26), na Praia do Canto, em Vitória, capital do estado. O assassinato aconteceu em frente a um restaurante próximo à esquina das ruas Joaquim Lyrio e Chapot Presvot.

As informações da Polícia Militar do Espírito Santo são de que o ex-governador foi alvejado por disparos de arma de fogo.

De acordo com o sobrinho do político, o policial rodoviário federal, Edmar Camata, seu tio foi, aparentemente, vítima de uma execução. Isto significa que quem atirou nele não pretendia roubá-lo ou nada do tipo. Os tiros foram para matar o ex-governador.

Publicidade

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas Camata não resistiu aos ferimentos e entrou em óbito. O suspeito pelo crime foi preso e, de acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública, prestava depoimento ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Marcos Vinicius Andrade, autor do disparo, era ex-assessor de Camata.

Publicidade

Atual governador do Espírito Santo, Renato Casagrande emitiu nota lamentando o ocorrido e chamou o assassinato de brutal. A nota diz ainda que Camata colaborou para o desenvolvimento do Espírito Santo. Ele foi governador do estado entre 1983 e 1986. Entre 2003 e 2011, cumpriu um mandato como senador da República.

Antes de se tornar governador, Camata foi vereador em Vitória, eleito em 1967, pelo Arena, o partido dos militares. Em 1979, mudou-se para MDB, partido de oposição ao regime militar.

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br