in

Suzane von Richthofen deixa a prisão pela porta da frente e causa revolta

Reprodução / Secretaria de Segurança Pública
Publicidade

O Brasil é um país violento. Nos últimos anos, a média foi de quase 60 mil mortes por ano. Em meio a tantos crimes, há alguns que chamam mais a atenção do que outros. Sem dúvida, o assassinato dos pais de Suzane von Richthofen está entre os crimes mais conhecidos deste século.

Os dois foram assassinados dentro de casa, na cama onde dormiam. O que já seria trágico ficou ainda mais quando a polícia descobriu que a filha mais velha do casal, Suzane, havia orquestrado tudo, ao lado do namorado e do cunhado.

Suzane foi condenada a 39 anos de prisão, mas deixou a prisão na manhã deste sábado (22) para o indulto de final de ano. A criminosa deixou a P1 feminina de Tremembé por volta das 08h10. Uma mulher a recebeu. Ela rapidamente entrou no carro e deixou o local.

Publicidade

Suzane ficará dez dias em liberdade, para curtir o natal e o ano novo. Ela retornará à Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier no dia 3 de janeiro. A saída temporária é um benefício concedido a alguns presos.

Publicidade

Para ter direito ao benefício, é necessário ter bom comportamento e estar preso em regime semiaberto. Suzane tem direito às saídas desde outubro de 2015, quando deixou o regime fechado e mudou para o semiaberto. O primeiro indulto a que teve direito foi a da páscoa, em 2016.

Desde então, são muitos os comentários contrários à medida nas redes sociais. Muitos internautas argumentam que o natal, por exemplo, é uma festa que remete à família e Suzane deixará a cadeia mesmo tendo matados os próprios pais. Além da páscoa e natal, ela já deixou a cadeia também no dia das mães.

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br