in

Urgente: Maduro entra em guerra com Bolsonaro e faz grave ameaça

UOL
Publicidade

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, mais uma vez, decidiu fazer discursos inflamados contra o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro. Nesta quinta-feira, 20 de dezembro, em uma fala bastante irritado, Maduro disse que não haverá um Bolsonaro na Venezuela, pois lá imperaria a vontade do povo, o chavismo e o poder dos homens do exército. 

Publicidade

“A Venezuela não é o Brasil. Aqui não vai ter um Bolsonaro. Aqui será o povo e o chavismo por muito tempo(…). Bolsonaro aqui não teremos nunca, porque nós construímos a força popular”, declarou Maduro durante ato do Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV)..

Publicidade

Em outro momento do seu discurso, criando uma tremenda guerra com o presidente eleito do Brasil, Nicolás Maduro ataca o vice brasileiro, General Hamilton Mourão. Ele chama o representante da reserva do Exército de ‘louco’, pois ele disse que o governo de Maduro estaria chegando ao fim e que estava na hora da vontade popular de verdade imperar na Venezuela. 

Maduro voltou a falar ainda do suposto plano secreto do Brasil e dos Estados Unidos. De acordo com o político, Donald Trump e Jair Bolsonaro estariam em um complô para tirá-lo do poder. Ele estaria, segundo suas palavras, tendo até sua vida ameaçada pelos líderes de países da direita. 

Publicidade

No final, Mourão e Bolsonaro acabam sendo ameaçados pelo presidente venezuelano, que questiona se os políticos brasileiros teriam coragem de aparecer na Venezuela. 

“Aqui lhe espero, com milhões de homens e mulheres e com a Força Armada (…). Aqui lhe espero, Mourão, venha pessoalmente”, desafiou Maduro em um inflamado discurso.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.