in

General do Exército toma decisão após STF cogitar soltura de Lula

Publicidade

Um ministro do Supremo Tribunal Federal havia concedido a liberdade de Lula em datas festivas, ou seja, neste final de ano, incluindo o natal. Entretanto a decisão foi barrada por Dias Toffoli.

Agora, o Lula deu uma declaração afirmou que com o STF tudo é possível, mas o general máximo do Exército brasileiro, Eduardo Villas Boas, deu uma declaração em que esteve avaliando se o STF pode ter esse poder.

O general afirma que é um momento de avaliação, pois tem que realmente analisar se o STF pode ter autoridade para tomar uma decisão como essa, caso contrário o Exército poderia intervir para barrar esta atitude.

Publicidade

Eu reconheço que houve um episódio em que nós estivemos realmente no limite, que foi aquele tuíte da véspera do votação no Supremo da questão do Lula. Ali, nós conscientemente trabalhamos sabendo que estávamos no limite. Mas sentimos que a coisa poderia fugir ao nosso controle se eu não me expressasse. Porque outras pessoas, militares da reserva e civis identificados conosco, estavam se pronunciando de maneira mais enfática. Me lembro, a gente soltou [o post no Twitter] 20h20, no fim do Jornal Nacional, o William Bonner leu a nossa nota” , disse o general

Publicidade
Publicidade

A intervenção do Exército seria somente nesta decisão, já que as Forças Armadas Brasileiras servem para manter a ordem do estado, o que pode ser retirado de linha no caso de uma soltura de um condenado em segunda instância.

Lula teve sua condenação por diversos crimes de corrupção, principalmente em esquemas com empreiteiras, quando era presidente do país.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com