in

João de Deus recebe duro golpe e vai passar o Natal atrás das grades

Reprodução / Secretaria Segurança Pública Goiás

A defesa do médium João de Deus, liderada pelo advogado Alberto Toron, afirmou nesta terça-feira (18) que a liminar que pedia o habeas corpus do líder religioso foi negada. Com essa decisão, o médium passará o natal atrás das grades. Ele está preso no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia, em Goiás.

O recurso negado foi impetrado no Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) na segunda-feira (17). A defesa usou como argumento o suposto estado de saúde de João de Deus, além da idade do médium. Ele completou 76 anos em junho.

A defesa pedia a revogação da prisão preventiva e que ele cumpra pena em sua casa. Com a decisão do TJ-GO, a defesa espera agora o julgamento do mérito da questão, que acontecerá somente após o recesso do judiciário, no dia 6 de janeiro. De acordo com o advogado de João de Deus, a defesa também irá recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Médium mais conhecido do Brasil, João de Deus foi preso no domingo. Como a prisão havia sido decretada na sexta-feira, o líder religioso era considerado foragido. Em vídeo gravado pouco antes de ser preso, João de Deus falou que se entregava para acatar a justiça dos homens e de Deus.

O médium é acusado de estupro de vulnerável, estupro e violação sexual mediante fraude. As primeiras acusações foram divulgadas pelo programa Conversa com Bial, exibido pela Globo no dia 7 de dezembro.

Depois da exibição na TV, o Ministério Público de Goiás afirma ter recebido 506 denúncias com acusações contra João de Deus. Uma das acusações mais divulgadas é a da própria filha do médium.

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Beber chá ou café na gravidez diminui o tamanho do bebê, dizem especialistas

Resultado do exame de DNA surpreende e muda completamente vida de Simone