in

João de Deus recebe duro golpe e vai passar o Natal atrás das grades

Reprodução / Secretaria Segurança Pública Goiás
Publicidade

A defesa do médium João de Deus, liderada pelo advogado Alberto Toron, afirmou nesta terça-feira (18) que a liminar que pedia o habeas corpus do líder religioso foi negada. Com essa decisão, o médium passará o natal atrás das grades. Ele está preso no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia, em Goiás.

O recurso negado foi impetrado no Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) na segunda-feira (17). A defesa usou como argumento o suposto estado de saúde de João de Deus, além da idade do médium. Ele completou 76 anos em junho.

A defesa pedia a revogação da prisão preventiva e que ele cumpra pena em sua casa. Com a decisão do TJ-GO, a defesa espera agora o julgamento do mérito da questão, que acontecerá somente após o recesso do judiciário, no dia 6 de janeiro. De acordo com o advogado de João de Deus, a defesa também irá recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Publicidade

Médium mais conhecido do Brasil, João de Deus foi preso no domingo. Como a prisão havia sido decretada na sexta-feira, o líder religioso era considerado foragido. Em vídeo gravado pouco antes de ser preso, João de Deus falou que se entregava para acatar a justiça dos homens e de Deus.

Publicidade

O médium é acusado de estupro de vulnerável, estupro e violação sexual mediante fraude. As primeiras acusações foram divulgadas pelo programa Conversa com Bial, exibido pela Globo no dia 7 de dezembro.

Depois da exibição na TV, o Ministério Público de Goiás afirma ter recebido 506 denúncias com acusações contra João de Deus. Uma das acusações mais divulgadas é a da própria filha do médium.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br