in

PSOL tenta desmoralizar Bolsonaro e Frota dá lição inesquecível com o braço

O Globo
Publicidade

Nesta terça-feira, 18 de dezembro,  a diplomação de deputados terminou em confusão na Sala São Paulo. Um manifestante do PSOL entrou no lugar e acabou brigando com o deputado federal Alexandre Frota. 

O ativista do movimento negro Jesus dos Santos (PSOL) diz que não invadiu o local, mas sim que foi convidado. Ele foi escolhido para uma mandato coletivo na Alesp. A entrada do ativista do PSOL na diplomação aconteceu quando o clima já era quente. Algumas pessoas gritavam ‘Lula Livre’ e ‘Cadê o motorista, Bolsonaro’, fazendo ofensas ao presidente eleito, Jair Bolsonaro. 

A confusão maior aconteceu durante a entrega do diploma para Mônica Seixas (PSOL), eleita como representante de um mandato coletivo com outras oito pessoas para a Alesp. Foi quando Jesus dos Santos  subiu ao palco. Seguranças o cercaram e ele disse que já havia combinado de subir para tirar foto. 

Publicidade

Em dado momento, o ativista parecia que queria subir em uma das mesas do local. Alexandre Frota não gostou. Ao ver ofensas ao presidente Bolsonaro e a ele, o deputado federal decidiu reagir. 

Publicidade
Publicidade

Imagens divulgadas pela Globo News mostram o deputado federal empurrando o ativista e falando coisas em seu ouvido. O representante do PSOL, Jesus dos Santos, contou à Globo News que foi chamado de ‘bandido’ por Frota. 

Mais tarde, a mesma emissora entrevistou Frota, que em sua defesa argumentou que não ia deixar alguém invadir uma diplomação e não fazer nada. Ele chegou a ofender uma repórter da Globo,  após uma pergunta da profissional. Em seguida, foi embora mandando ela ‘tomar naquele lugar’. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.