in

Caçador é condenado a assistir o filme ‘Bambi’ uma vez por mês até o fim de sua pena

Portal F5 Folha/ Disney
Publicidade

Uma pena um tanto quanto curiosa foi aplicada por um juiz do estado americano do Missouri a um dos maiores caçadores ilegais do estado. David Barry é o responsável pelo que foi considerada a maior chacina de cervos já registrada na região. Ele matava os animais, tirava suas cabeças e deixava seus corpos para apodrecer.

“Abatia os cervos ilegalmente como troféus, principalmente à noite, por causa de suas cabeças, e largava os corpos apodrecendo”, disse Don Trotter, promotor público do condado de Lawrence, ao Associated Press.

David foi preso junto com seu pai e um outro familiar, após longos nove meses de investigações da polícia ambiental dos Estados Unidos. Os números alcançados pelo trio surpreendem, chegando a serem acusados de 300 delitos no Kansas, Nebraska e até mesmo no Canadá. A atividade principal dos criminosos era a caça ilegal de animais.

Publicidade

Publicidade

O mais curioso do caso, e digamos até que um tanto inovador, foi a pena aplicada a David. Ele foi condenado no condado de Lawrence a um ano de detenção pela caça ilegal e a outros 120 dias no Condado de Barton por violar liberdade condicional e por porte de armas de fogo.

Além de ter que desembolsar US$ 51 mil dólares em multas e custos judiciais, o criminoso também recebeu ordens para assistir ao filme “Bambi” uma vez por mês durante a sua prisão. No filme, a mãe do personagem principal, Bambi, é morta a tiros por caçadores durante caças ilegais.

A primeira sessão do filme será exibida a David em 23 de dezembro de 2018, e, segundo a decisão do juiz do Condado de Lawrence, Robert George, as exibições devem ocorrer ao menos uma vez ao mês.

Higor Mendes

Escrito por Higor Mendes

Corretor de Imóveis, cursou até o 3º semestre de Engenharia de Pesca na Universidade Federal Rural da Amazônia e atualmente é graduando em História na UNP. Apaixonado por História da Segunda Guerra Mundial, Política, Futebol e curiosidades em geral.