in

A uma semana do Natal, Papai Noel mais famoso do Brasil morre em SP

Montagem / Diogo Marcondes
Publicidade

O mecânico Antônio Santinato morreu aos 91 anos, nesta terça-feira (18), em Jundiaí, cidade do interior de São Paulo. Por muitos anos, ele foi considerado o “papai noel mais famoso do Brasil” e apareceu em diversos programas de TV e comerciais caracterizados como o Bom Velhinho.

O auge da fama do papai noel Antônio Santinato aconteceu no ano 2000. em dezembro daquele ano, a revista Playbloy estampou Carla Perez em sua capa. Mas a “loira do tchan” não estava sozinha: o papai noel a acompanhava.

O Bom Velhinho segurava os braços da dançarina, enquanto ela própria colocava as mãos sobre os seios, tampando-os. “Ho! Ho! Ho! A nova Carla Perez de presente pra você”, dizia a chamada de capa da revista masculina.

Publicidade

A capa de Carla Perez chamou a atenção, vendeu milhares de revistas e, claro, causou muita polêmica. O principal motivo para a polêmica era o uso da imagem de um personagem do imaginário infantil em uma revista para adultos.

Publicidade
Publicidade

Siro Darlan, juiz da Vara da Infância e Juventude do Rio de Janeiro, chegou a pedir ao Ministério Público que a revista fosse vendida em uma embalagem escura, que não mostrasse a capa.

A polêmica foi tanta que até alunos de um curso para papais noéis do Rio de Janeiro se manifestaram contra a capa da revista. Para eles, a revista deturpava a imagem do papai noel.

Antônio foi papai noel durante 40 anos. Ele estava debilitado há cerca de um ano. O estado de saúde do idoso piorou após uma pneumonia. O velório do corpo de Antônio teve início às 6h desta terça-feira, no Velório Municipal Adamastor Fernandes. O sepultamento, no Cemitério Nossa Senhora do Desterro, acontecerá às 16h.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br