in

Ciro Gomes vira réu em ação movida por Doria e pode pegar até 10 anos de cadeia

Reprodução / Facebook oficial João Doria / TV Globo

Candidato à Presidência da República nas últimas eleições, Ciro Gomes (PDT) não tem papas na língua e mostrou isso durante a campanha. Passadas as eleições, Ciro tornou-se réu em processo movido pelo governador eleito por São Paulo, João Doria (PSDB).

O processo foi aberto por determinação da juíza Simone de Faria Ferraz, da 16ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. A ação movida é por calúnia e difamação. Se condenado, o ex-governador do Ceará pode pegar até 10 anos e oito meses de cadeia.

Em maio do ano passado, durante uma palestra na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Ciro atacou Doria com palavras duras. Além de chamar o governador eleito por São Paulo de “farsante”, o pedetista falou também sobre a fortuna de Doria.“Toda a fortuna dele vem de ‘lobby’, tráfico de influência e dinheiro público dos governos do PSDB de São Paulo e de Minas Gerais. Esses piqueniques de barão que ele promove tudo é financiado por dinheiro público”, afirmou Ciro.

Na queixa-crime apresentada em agosto, a defesa de Doria diz que é “cristalina” a intenção de Ciro em atingir a honra do tucano de forma “desavergonhada e reiterada”
.

“Urge acrescentar que o querelado [Ciro] não guarda qualquer arrependimento quanto às ofensas feitas, tampouco demonstra se importar com a resposta judicial que pode sofrer por conta de suas condutas ilícitas, decerto por acreditar na impunidade de seus crimes”, alegam os advogados de Doria. Ciro Gomes tem o prazo de dez dias para apresentar defesa.

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Aprenda a fazer este incrível bolo de laranja: fofinho, úmido, super fácil e delicioso

Eliana surpreende, começa a seguir Bolsonaro e fãs se revoltam