in

Com dívidas, Avianca pode ter suas operações paralisadas

Publicidade

A tarde desta terça-feira (11) trouxe um susto na economia relacionada ao mercado aéreo. A Avianca Brasil, quarta maior na nação brasileira, entrou com pedido de recuperação judicial.

O Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou e o processo corre em segredo de justiça e caráter de emergência. Desta forma, a companhia corre risco de ter suas operações paralisadas.

Mesmo sendo bem avaliada pelos passageiros e sendo uma das companhias aéreas mais bem requisitadas do Brasil, no primeiro trimestre deste ano, a Avianca já havia reportado um prejuízo de R$ 144,6 milhões.

Publicidade

O que pode ter pressionado ainda mais a companhia em apelar pela recuperação judicial foi quando ela foi acionada pela Justiça, na semana passada, por não ter cumprido o pagamento do arrendamento de aeronaves. Nesta ação, a Avianca foi obrigada a devolver 11 aviões para a Constitution Aircraft.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o Estadão, que deu as informações antecipadas, além de dever a outras companhias, a Avianca possui dívidas com todos os aeroportos brasileiros e fornecedores, em um custo que é avaliado em R$ 100 milhões.

Com bancos, a situação se agrava mais ainda. São R$ 130,7 milhões em espera de pagamento. Este valor só fez acrescer a dívida que somada estima-se um valor de R$ 306 milhões. Até o momento, a assessoria de imprensa da companhia não se pronunciou.

No Brasil, a Avianca é controlada por José Efromovich. Nascido na Colômbia, o irmão de José, o empresário Gérman Efromovich, é o responsável pelo controle da companhia no país vizinho. Em 2017, planos de unificar as duas empresas começaram a ser idealizados.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Thiago Santana

Escrito por Thiago Santana

É redator do Grupo i7 Network, estudante de jornalismo e chocolatra.