Pedrinho matador: culpado por mais de 100 mortes está livre e tem milhares de seguidores

Leia também

Tome esta bebida milagrosa todas as noites e perca peso como nunca

A bebida é feita apenas à base de ingredientes simples e naturais, o que faz bem à saúde.

Perito analisa linguagem corporal de Felipe Prior após ele negar abuso e não deixa pedra sobre pedra

Vitor Santos, especialista em linguagem corporal, fez parecer sobre vídeo em que Prior nega abuso.

Greve dos caminhoneiros nesta terça (7)? Categoria revela toda verdade em meio à pandemia

A notícia sobre uma suposta paralisação dos caminhoneiros vem circulando em grupos de WhatsApp.

Aparição de Cristiano Araújo, 5 anos após morte, deixa fãs eufóricos

O vídeo ao vivo aconteceu hoje e acabou emocionando muitos fãs nas redes sociais.
Fabiana Batista Santos
Redatora Web há 5 anos. Prezo por desenvolver conteúdo de qualidade para levar informações úteis e pertinentes ao maior número de pessoas possível. Especialista em TV e Famosos, entretenimento, curiosidades, notícias do Brasil e mundo, decoração, saúde, entre outros.
Publicidade

Pedrinho matador, assim ele é conhecido no submundo do crime e dentro do sistema prisional. O mineiro responsável por mais de 100 mortes, está livre, alcançou a fama e possui milhares de seguidores. Ele ficou menos de 6 meses preso pela morte de cada uma de suas vítimas, entre elas está seu pai; saiba mais.

De acordo com o portal de notícias do jornal Folha S. Paulo, Pedrinho Matador, 64, esteve preso por 42 anos, está em liberdade a 7 meses e prepara um documentário sobre sua vida de criminoso, ele também pretende lançar um livro.

Publicidade

Pedrinho matador: culpado por mais de 100 mortes está fora da prisão e possui milhares de seguidores

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o ex-detento disse que agora que cumpriu a sua pena quer apenas viver em paz. Ele criou um canal no Youtube, onde se tornou um comentarista criminal. O canal de Pedrinho Matador possui cerca de 29 mil inscritos e mais de 2,5 milhões de visualizações.

Em seus vídeos, ele fala sobre crimes de grande repercussão como o do cachorro assassinado no Carrefour Osasco (SP), do jogador de futebol Daniel – que foi morto com requintes de crueldade em Curitiba – e da estudante Rayane Alves, que teria sido assassinada por um segurança no interior de São Paulo. Segundo o serial killer, crimes como estes são execráveis: “são crimes que revoltam a gente, cheios de mentira, acabando com a felicidade de uma pessoa. Essa jovem [Rayane]… Por que o segurança foi fazer aquilo com ela? Ele tem família, mulher linda, filho. O diabo faz a panela, mas esquece de fazer a tampa. Tudo é descoberto. A condenação dele foi uma caneta [encontrada no local onde estava o corpo]”.

Publicidade

Um dos crimes mais chocantes de Pedrinho foi quando ele assassinou seu pai em um dos presídios onde esteve detido. Ele descobriu que o pai havia matado sua mãe e jurou vingança. Pedrinho matou o pai com 42 facadas, arrancou um pedaço do coração do homem, mastigou e cuspiu, Somente durante o tempo que esteve detido ele teria assassinado 46 pessoas.

Ele revelou que uma das suas missões como youtuber é alertar os jovens sobre o quanto o crime é sombrio e que realmente não vale a pena. “O crime não é brincadeira. Muitos estão entrando por verem os galhos [fama e dinheiro], não a raiz [prisão e morte]. É como o diabo: dá com uma mão e tira com a outra. Tem muitos jovens que entram e, quando querem sair, já é tarde demais”, afirma.