in

Carrefour fecha as portas após polêmica do cachorro e o pior acontece

Reprodução/Internet: JB
Publicidade

O espancamento e a morte de um cachorro no Carrefour de Osasco, em São Paulo, gerou grande repercussão na mídia e, especialmente, nas redes sociais. Nesse sábado, 8 de dezembro, uma manifestação contra a morte do animal voltou a abalar o local.

De acordo com informações do Jornal do Brasil, provavelmente, a fim de evitar tumultos, o Carrefour simplesmente fechou as portas. O fechamento ocorreu por volta das 14h. O estacionamento do local continuou aberto para os manifestantes realizarem o seu protesto. 

O espancamento do cachorro no Carrefour já faz com que políticos discutam até mesmo leis mais severas para quem maltrata os animais. Por enquanto, a legislação existente é considerada branda para os defensores dos pets. 

Publicidade

Na quinta-feira, 6, o segurança acusado de agredir e causar a morte do cachorro confessou à polícia ter golpeado o animal com uma barra metálica, mas se disse arrependido. Em depoimento prestado na Delegacia do Meio Ambiente, ele afirmou que não percebeu que havia ferido o animal e só teria se dado conta quando viu o sangue no chão. Também alegou ter buscado ajuda e ligado para o Centro de Zoonoses do seu celular pessoal.

Publicidade
Publicidade

A pena do segurança, caso aplicada, varia de três meses a um ano de detenção. Especialistas, no entanto, acreditam que ela será convertida à prestação de serviços comunitários. 

Há quem tema o pior para a marca Carrefour no Brasil, especialmente, para a unidade Osasco. Ela representa fonte de renda para dezenas de trabalhadores que labutam no local.  O mercado lamentou o episódio e diz colaborar na investigação da morte da cadela Manchinha. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.