in

Globo usa 7 minutos do Jornal Nacional para atacar Bolsonaro, mas se dá mal

TV Globo
Publicidade

Nesta sexta-feira, 7 de dezembro, a Rede Globo de Televisão surpreendeu ao levar ao ar acusações contra a família Bolsonaro. O caso chamado de ‘Bolsogate’ está dando o que falar, mas o que chamou a atenção foi o tempo que a Globo decidiu dedicar à exposição dos fatos.

Durante o Jornal Nacional, foram pelo menos sete minutos dedicados em uma reportagem. William Bonner fez a introdução da matéria relatando a descoberta do Conselho. Em seguida, o repórter Paulo Renato Soares conta sobre o relatório do Conselho de Atividades Financeiras (Coaf).

A entidade descobriu que um ex-assessor do filho de Bolsonaro, Flávio Bolsonaro,  recebeu repasses estranhos, totalizando mais de um milhão de reais. Fabrício de Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão em uma conta em apenas um ano. O relatório aponta que Fabrício ganhava R$ 23 mil por mês.

Publicidade

A entidade fez a Globo anunciar parte da investigação que prendeu dez deputados estaduais do Rio de Janeiro no mês passado e traz informações sobre 75 servidores da Assembleia Legislativa (Alerj), que apresentaram movimentação financeira suspeita.

Publicidade

Bolsonaro diz que não fez nada de errado, mas que se tiver que pagar, que seja responsabilizado. Uma das movimentações de Fabrício tem como favorecida a futura primeira-dama Michelle Bolsonaro. O relatório cita que a ex-secretária parlamentar e atual esposa de Jair Bolsonaro recebeu R$ 24 mil.

No entanto, o amplo tempo dedicado ao  assunto acabou chamando a atenção de quem defende Bolsonaro. Em grupos políticos no Facebook, alguns acusaram a Globo de estar com medo do novo governo.

FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.