in

Presidente Jair Bolsonaro será cidadão cearense mesmo sem ter nascido no Ceará

Fonte: Jornal El país
Publicidade

O deputado estadual Ely Aguiar (DC) juntamente com a bancada conservadora da Assembleia Legislativa no Nordeste apresentaram interesse em fazer Jair Bolsonaro ganhar o título de cidadão do Ceará. O processo iniciou por meio de uma tramitação na casa, pela manhã da última sexta-feira. O projeto de Lei de Ely que quer conceder o título de cidadão cearense ao conservador.

Aguiar realizou um sucinto histórico sobre a vida do futuro presidente, alegando inclusive a relação de Jair com o Ceará que ocorre inclusive pela esposa, Michelle Bolsonaro. Ela é filha do cearense Vicente de Paulo Reinaldo, a quem o direitista sempre chama pelo apelido de Paulo Negão.   

Durante o período de disputa eleitoral, o próximo presidente conseguiu obter pouco mais de 1 milhão de votos no primeiro turno e chegou ao montante de 1.3 milhão no segundo turno. O projeto elencado foi assinado para ser tramitado na Casa, sendo reconhecido por 33 deputados estaduais, membros do PDT. Todavia, parlamentares da oposição (PT e PSOL) não concordaram em assinar a proposta . 

Publicidade

A medida almeja aproximar Bolsonaro do Nordeste, a finalidade seria dar o reconhecimento de cearense, ainda que ele não tenha nascido em local nordestino. Quem desaprovou a medida foram políticos de partidos esquerdistas haja vista que a relação entre eles não é boa, na proporção em que houve momentos tensos entre líderes progressistas e o líder da direita. 

Publicidade

O principal site que noticiou o fato foi um site famoso naquela região, cujo o nome é ‘Diário do Nordeste, que abordou o tema relatando que a ideia foi aprovada parlamentares conservadores, pois eles estão articulando maneiras de aproximar o político do Ceará.  

No primeiro instante das eleições, a região que Jair conseguiu menos votos foi no Nordeste. Em relação ao número baixo de eleitores na região citada, o parlamentar assim como representantes dele alegaram na época que esse fato acorreu em razão da divulgação de fake news transmitida por pessoas que eram contra a direita e, principalmente, contra a eleição de Bolsonaro. 

Andressa Cavalcante

Escrito por Andressa Cavalcante

Bacharel em direito, também possui formação no curso de Análise e desenvolvimento de sistemas, há 3 anos que trabalha como colunista em sites. Trabalha como Gerente de Mídia Social na página Garota Conservadora assim como em Loucos por Armas ambos do Facebook, no Instagram administra os perfis @versosdadireita e @blogconservadora