in

Em 1978, Bolsonaro salvou a vida de soldado de forma impressionante

DCM

Agora, eleito à presidência da República, o passado de Jair Messias Bolsonaro interessa muito àqueles que votaram nele, por este motivo que sempre vem se tornando notícia os fatos do passado do futuro presidente do Brasil.

Bolsonaro assumirá a presidência no dia 1° de janeiro e, antes disso acontecer, o Exército Brasileiro fez questão de homenagear o presidente eleito e atual deputado federal com uma entrega da Medalha do Pacificador, feita uma cerimônia com o general Villas Bôas.

Bolsonaro recebeu a homenagem que é feita quando um militar tem um ato de honraria em que coloca sua vida em risco em prol de uma outra vida ou uma missão. O ex-militar, quando ainda estava na ativa, em 1978, salvou a vida de um companheiro que estava se afogando.

O atual, presidente eleito se arriscou e impediu que um soldado da 2° Bateria de Obuses do 21° Grupo de Artilharia da Campanha se afogasse durante uma atividade militar.

A medalha foi entregue em uma cerimônia importante, em que teve as figuras mais altas do Exército brasileiro.

Bolsonaro teve boa parte de seus votos por conta de ter um passado militar e honrar todos aqueles que servem as Forças Armadas Brasileiras. O deputado é capitão reformado do Exército e também acabou se envolvendo em algumas polêmicas durante o período que estava na ativa.

Bolsonaro já ficou marcado por brigar por um aumento salarial e também por certas atitudes tomadas quando estava na ativa. Hoje, o presidente eleito nega que tenha feito algo prejudicial e diz não se arrepender de seu passado militar.

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1news e sou um dos escritores mais lidos do site.

Carille ligou para três jogadores e um deles é o Tardelli, afirma jornalista

Aprenda de vez a fazer um delicioso picolé no copo para se refrescar neste calor