in

Abuso de poder? Advogado é detido em voo com Lewandovski após criticar STF

Reprodução / G1
Publicidade

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandovski se viu no centro de uma grande polêmica nesta terça-feira (4), e está sendo acusado de ter abusado do poder ao se revoltar com um advogado que criticou o STF durante voo que ia de São Paulo para Brasília.

O advogado Cristiano Caiado de Acioli se dirigiu a Lewandovski dentro do avião e afirmou que o STF é uma vergonha. Em vídeo que circula nas redes sociais, o ministro aparece sentado na primeira fileira de um voo da Gol quando é abordado pelo passageiro insatisfeito com as decisões da suprema corte brasileira.

“Ministro Lewandovski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês”, afirmou o advogado. “Vem cá, você quer ser preso?”, disse em seguida o ministro, solicitando a presença de um agente da Polícia Federal.

Publicidade

O advogado de 39 anos foi detido ao chegar no aeroporto de Brasília. Ao G1, por telefone, ele afirmou que não tinha sido informado por qual crime iria responder. Até às 15 horas, ele permanecia detido.

Publicidade

“Fui preso por um técnico judiciário que entrou na aeronave. A conduta dele foi ilegal e abusiva. A conduta do ministro foi ilegal e abusiva. Todas as opções legais eu vou tomar”, afirmou o advogado.

Lewandovski voava para Brasília onde participou do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta terça-feira. O julgamento foi interrompido com dois votos contrários ao HC (Edson Fachin e Cármen Lúcia) depois de pedido de vista de Gilmar Mendes. Lewandovski ainda não havia proferido seu voto.

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br