in

Rodrigo Caio afirma que perdeu a paixão pelo São Paulo e detona Diego Aguirre

Site oficial do São Paulo
Publicidade

O zagueiro Rodrigo Caio concedeu entrevista ao programa No Ar com André Henning, no Esporte Interativo, e revelou problemas com o ex-treinador Diego Aguirre, além de afirmar que não é mais torcedor do São Paulo.

“Eu perdi muito dessa paixão. Acho que é normal quando você joga no seu time, mas também por tudo o que aconteceu. Isso é nítido. Eu vejo pelo meu pai. Se eu sou roxo, ele é o extremo, e ele não é (mais tão são-paulino). Eu vejo no olho dele”, afirmou Rodrigo Caio.

O zagueiro disse que às vezes conversa com o pai sobre futebol e ele muda de assunto. Rodrigo Caio afirmou que sempre vai amar e torcer pelo São Paulo, mas perdeu um pouco da paixão por tudo o que tem vivido no clube. “Se o culpado sou eu, no dia que eu sair espero que ganhe muitos títulos”, disse.

Publicidade

Revelado pelo São Paulo, o jogador afirmou que 2018 foi o pior ano de sua carreira. No começo da temporada, ele quase se transferiu para o Real Sociedad. Não foi porque sonhava em disputar a Copa do Mundo e achava que teria mais visibilidade jogando no Brasil.

Publicidade

Na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, ele sofreu uma lesão no pé e ficou três meses sem jogar. Neste momento difícil, começaram os problemas com treinador uruguaio Diego Aguirre.

“Ele não dava abertura, é um cara fechado. O cara não vinha falar comigo. Nos três meses que fiquei na fisioterapia, o cara nunca foi lá perguntar como eu estava. Fiquei sem entender. Quando você monta um time para ser campeão, você tem que dar atenção para todos. Essa é a diferença dos treinadores de alto nível, é a gestão. Eu não via isso. Falo por mim, mas do que vi dos outros também”, alfinetou o zagueiro.

Recuperado da lesão, Rodrigo Caio foi utilizado em três partidas, mas improvisado na lateral. Antes da partida contra o Atlético-PR, no Morumbi, Aguirre preteriu o zagueiro e treinou com Bruno Alves e Anderson Martins, que estava suspenso. “Fiquei louco da vida”, disse Rodrigo Caio, que teria procurado Raí e Diego Lugano para dizer que não atuaria mais como lateral-direito.

“Contra o Palmeiras eu joguei de lateral-direito, estava bem, mas saí no intervalo. A culpa é de quem por que perdeu? Do Rodrigo, como sempre. Esse era meu pensamento quando eles começaram a me colocar de lateral. Vai dar uma coisa errada e a culpa vai ser minha”, disse o jogador, cujo contrato vence no final de 2021.

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br