in

Felipão encontra Bolsonaro no vestiário do Palmeiras e o que faz surpreende; veja o vídeo

Esporte Interativo/Congresso em Foco
Publicidade

Palmeirense, Jair Bolsonaro disse que seu nome “Jair” foi escolhido em uma homenagem de seu pai a um jogador que vestiu a camisa do Palmeiras na década de 50.

Convidado pela diretoria do clube a entregar a taça de campeão aos jogadores do Palmeiras, Bolsonaro foi recebido com uma continência de Felipão no vestiário.

Após a continência, Felipão e Bolsonaro se abraçaram e ficaram alguns segundos se cumprimentando e celebrando o título brasileiro do Palmeiras.

Publicidade

Assista ao vídeo do momento em que Felipão presta continência para Bolsonaro:


O ato do técnico foi muito comentado nas redes sociais com forte referência à polêmica continência de Bolsonaro a John Bolton, assessor de Trump, em visita do americano à casa do presidente eleito, na última quinta-feira, 29 de outubro.

Publicidade

Na situação, Bolsonaro foi acusado por membros e seguidores dos partidos de esquerda de submissão aos americanos ao prestar continência a Bolton.

Tentaram inclusive viralizar um meme onde Bolsonaro não dava atenção para produtos brasileiros, mas prestava continência aos produtos americanos. No final, até mesmo aliados e eleitores do presidente eleito levaram na brincadeira e compartilharam o conteúdo.

O meio militar explica que as origens da continência não remontam a uma atitude de subordinação e sim de respeito, tanto por seus superiores, quanto seus subordinados e seus companheiros de mesma patente. O gesto também tem sua origem medieval e indica tempos de paz, pois um cavaleiro, ao levar a mão ao capacete, estaria indicando que não tinha intenção de sacar a arma.

Higor Mendes

Escrito por Higor Mendes

Corretor de Imóveis, cursou até o 3º semestre de Engenharia de Pesca na Universidade Federal Rural da Amazônia e atualmente é graduando em História na UNP. Apaixonado por História da Segunda Guerra Mundial, Política, Futebol e curiosidades em geral.