in

Michael Schumacher revela em entrevista inédita que Ayrton Senna foi seu ídolo de infância

Publicidade

O ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher tinha o brasileiro Ayrton Senna como um de seus ídolos de infância. A revelação foi feita em entrevista inédita divulgada pela família do piloto alemão, nesta quarta-feira (21). 

Schumacher sofreu um grave acidente em dezembro de 2013, enquanto esquiava, e desde então está em cima da cama, sem movimentos. A situação entristece fãs do heptacampeão mundial de Fórmula 1.

Publicidade

A entrevista inédita foi concedida por Schumacher pouco meses antes do grave acidente. “Na minha época de karting, quando eu era jovem, acompanhava muito Ayrton Senna e Vincenzo Sospiri. Eu os admirava porque eram ótimos pilotos“, afirma o alemão.

Publicidade

O ex-piloto também falou sobre suas conquistas na F1. O título mais emocionante, segundo ele, foi o de 2000, com a Ferrari. “O mais emocionante foi, sem dúvida, o de Susuka. Depois de 21 anos sem mundiais e quatro anos comigo falhando, finalmente ganhamos“, disse.

Publicidade

Schumacher também falou sobre o piloto que mais respeitou durante o período em que correu: Mika Häkkinen. “Pelas grandes batalhas e uma relação privada muito estável”, recordou o ex-piloto que fez história na Ferrari.

Schumi, como era chamado por alguns, relatou as tentativas de evoluir na Fórmula 1. “Para se desenvolver e dar um passo à frente, você não precisa apenas olhar para o carro, tem que olhar para si mesmo, outros pilotos e não apenas os que estão à sua frente. Todo mundo tem algo especial que eu gosto de saber”.

Atualmente, Michael Schumacher vive com a família na Suíça. Poucas notícias são divulgadas sobre ele. O acesso ao ex-piloto só é permitido para familiares e amigos mais próximos. Atualmente, ele está com 49 anos.

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.