in

MP apreende três veículos de luxo, uma obra de arte e vários televisores de Ronaldinho

Divulgação/Esporteuol
Publicidade

Nesta quarta-feira, 21, segundo fontes oficiais, a justiça brasileira apreendeu três veículos de luxo, uma obra de arte e televisores de um irmão de Ronaldinho Gaúcho depois de não cumprir um acordo de danos ambientais.

Publicidade

O Ministério Público de Porto Alegre invadiu a casa do empresário Roberto de Assis Moreira, irmão do ex-jogador do Barcelona, e confiscou diversos bens materiais. 

Publicidade

A apreensão visa garantir a conformidade com o acordo assinado pelo empregador por causa do dano ambiental causado na construção do Instituto Ronaldinho Gaúcho, que atende crianças e adolescentes em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. 

Roberto de Assis Moreira e o Instituto Ronaldinho Gaúcho foram condenados em 2013 por ‘promover a derrubada de vegetação protegida’, drenagens e movimentos da terra sem licença dos órgãos ambientais. 

Publicidade

Para reparar o dano, Assis Moreira e o Instituto comprometeram a doar uma área para a criação de uma unidade de conservação e uma reserva do patrimônio natural com 22 hectares, mas essas obrigações não foram cumpridas de acordo com comunicado do Ministério Público. 

O caso é paralelo a outro no qual o tribunal brasileiro determinou apreensão do passaporte do ex-futebolista e de seu irmão, também por não pagamento de multa por danos ambientais. Naquela ocasião, os dois irmãos foram condenados em 2015 pela construção de uma plataforma de pesca e uma estrutura para atracar barcos no Lago Guaíba, em Porto Alegre. 

Em 2015, a sentença determinou o pagamento de uma multa de 8,5 milhões de reais, o que não foi resolvido até agora, e foi então que o Ministério Público interpôs novo recurso.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional, e nas horas vagas escrevo para o site 1News.