in

Bolsonaro faz anúncio sobre Ministério da Educação e descarta nome que agradou a esquerda

Reprodução / Band
Publicidade

Portais de notícia divulgaram nesta quarta-feira (21) que o novo ministro da Educação será Mozart Neves, ligado ao Instituto Ayrton Senna e ex-reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

O nome agradou boa parte da esquerda e causou polêmica nas redes sociais. Muitos apoiadores do presidente eleito Jair Bolsonaro se posicionaram contra esta suposta indicação.

O cronista Xico Sá foi um dos que comemorou. “Pelo q conheço do Mozart Neves, Escola Sem Partido já era. Ufa”, escreveu. “Catraca Livre, Dimenstein e outros esquerdistas comemorando a suposta indicação de Mozart Neves. Me disseram que Bolsonaro desmentiu. Que bom então. Se a extrema-esquerda gostou, então não é bom pro Brasil”, postou uma seguidora de Bolsonaro.

Publicidade

Diante da polêmica, Bolsonaro utilizou o Twitter para desmentir qualquer indicação ao Ministério da Educação. “Informo que até o presente momento não existe nome definido para dirigir o Ministério da Educação”, postou o presidente eleito.

Publicidade
Publicidade

Bolsonaro tem utilizado as redes sociais para fazer anúncios importantes de seu governo. Foi por lá, por exemplo, nesta quarta-feira, que ele anunciou André Luiz de Almeida Mendonça como líder da Advocacia Geral da União.

Nos próximos dias, o ministro da pasta de Educação deverá ser anunciado oficialmente. A equipe de transição do governo segue trabalhando diariamente e boa parte dos ministérios já tem seus ministros. Pela primeira vez na história brasileira a nomeação é acompanhada por tanta gente interessada em saber quem serão os ministros do próximo governo.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br