in

Michelle Bolsonaro dá lição de humildade e faz comunicado comovente: “Deus colocou na minha vida”

Publicidade

A futura primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro esteve hoje (21) em Brasília para conhecer o Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente da República, e a Granja do Torto, também local de moradia da Presidência.

Publicidade

Michelle e Bolsonaro já confirmaram presença no casamento do deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), ministro da transição e futuro chefe da Casa Civil. Um dos principais motivos da ida de Michelle à Brasília seria justamente para procurar escola para a pequena Laura, de 7 anos. 

Publicidade

Michelle dá entrevista e faz comunicado comovente 

Michelle disse que pretende participar a partir de 2019 do maior número possível de programas sociais, principalmente aos que são ligados às pessoas com deficiência. “Era algo que eu já fazia antes de conhecer [o presidente eleito], Jair [Bolsonaro]”, afirmou Michelle, referindo-se ao marido, após deixar o Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) em Brasília, onde funciona o gabinete de transição.

Ela ainda disse que encara seu trabalho social como uma missão dada por Deus: “Deus que colocou [isso] na minha vida”, afirmou.

Publicidade

Michelle Bolsonaro dá lição de humildade e diz preferir a menor residência para morar 

Todos nós sabemos que as residências oficiais da Presidência são cobertas de muito luxo, mas isso não é a prioridade da futura primeira-dama. O palácio da Alvorada, por exemplo, tem três pisos, que são compostos por subsolo, térreo e primeiro andar. Além de um auditório com capacidade para 30 pessoas, lá também possui sala de jogos, almoxarifado, cozinha, lavanderia, administração, quatro suítes, dois apartamentos e uma sala íntima. 

Já a Granja do Torto, nome relacionado a sua localização que fica na Fazenda do Riacho Torto, são 37 hectares incluindo mata nativa, lago, córregos, campo de futebol, piscina, churrasqueira e heliponto.  

Michelle afirmou, durante entrevista, que pretende morar no “local menor possível”, pois tem uma filha de 7 anos e que a prioridade é que ela sim se sinta confortável. “Eu tenho uma filha pequena, de sete anos [na verdade, Laura completou oito anos de idade em outubro], gostaria que ela se sentisse mais à vontade, mais confortável”.  

Publicidade

Leia Também

Escrito por E. Maldonado

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.