in

Jair Bolsonaro destina verba de R$ 2 milhões à Santa Casa de Juiz de Fora

Divulgação / Montagem: Diogo Marcondes
Publicidade

Depois de ser impedido de repassar quase R$ 2 milhões de sobras de campanha à Santa Casa de Juiz de Fora por conta da lei eleitoral, Jair Bolsonaro destinou R$ 2 milhões em emenda parlamentar individual para a instituição de saúde que o atendeu quando ele sofreu um atentado a faca na cidade mineira – e quase morreu.

Ainda no mandato de deputado federal, Bolsonaro tem, como qualquer outro parlamentar, o direito de direcionar R$ 15,4 milhões anuais em emendas ao Orçamento da União. Metade desse valor, de acordo com a Constituição, tem de ser direcionado para serviços e ações na área da saúde pública.

Nos mais de 25 anos em que atuou como parlamentar, Bolsonaro normalmente destinou esta verba da emenda para instituições de saúde ligadas às Forças Armadas, com a qual mantém ligação muito próxima.

Publicidade

Na justificativa para repassar o dinheiro para a Santa Casa de Juiz de Fora, Bolsonaro afirmou que a entidade teve déficit de R$ 27,1 milhões. O texto da emenda diz que esse prejuízo é causado pelos atendimentos a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), que está sem reajuste há 12 anos.

Publicidade
Publicidade

Para o ano de 2019, Bolsonaro apresentou 21 emendas. Sessenta por cento delas são destinadas para a saúde e educação dos militares. Foram 1,9 milhão para escolas militares e 7,2 milhões para equipamentos de saúde e hospitais.

Outras instituições que receberão emendas serão, além da Santa Casa de Juiz de Fora, o Hospital de Barretos, a Rede Sarah, a Associações Brasileira de Assistência a Cancerosos e o Instituto Nacional de Câncer.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br