in

Você conhece João Chico? O garoto de Moçambique que emocionou o Santos

Foto Reprodução - Site G1 - Felipe Ruiz
Publicidade

A história do garotinho que emocionou o mundo ganhou um novo capítulo, após receber ilustres visitas dos ídolos dos Santos Futebol Clube. João Chico de Moçambique, África, viralizou na internet e emocionou muitas pessoas pelo mundo. O garotinho foi descoberto por Rafaella Kalimann, embaixadora da ONG Missão África.

A fotografia comovente que revelava a face inocente de uma criança e da camisa que estava usando foi motivação para que o time brasileiro colaborasse com o projeto.

Missão 

Para a missão rumo a África, o Santos escolheu os ídolos Edu e Lima para representar o time, e fez questão de fazer uma doação e colaborou com parte da renda que foi arrecadada em dois jogos que tiveram um grande público no campeonato Brasileirão. O valor doado pelo time paulista foi de R$ 40 mil.

Publicidade

O motivo dessa escolha foi devido a dupla já ter participado de uma competição em 1º de fevereiro de 1969, naquele país. Lembrando, que na época de ouro do futebol, o Peixe realizou várias viagens internacionais na África.

Publicidade

Naquela ocasião, o Santos marcou presença na disputa de um amistoso contra o Áustria Viena, que foi derrotado pelo Peixe por 2 a 0. Esse jogo foi marcante na história, pois conseguiu parar a famosa Guerra Civil Nigeriana, quando venceu durante o confronto contra a Seleção do Meio Oeste, por 2 a 1. Ressaltando que nessa disputa marcante, os ídolos também estavam lá.

Encontro de João com os ídolos

Mais uma vez o encontro dos ídolos com o garoto João Chico foi marcado novamente com grande colaboração da parceira ONG Missão África, entidade que foi autora por dá início a esta história e ligar este elo do alvinegro praiano com o garotinho torcedor de Moçambique.

Edu contou que essa foi uma de suas maiores experiências de vida. O ídolo também disse que o olhar de admiração feito pelos moradores, no momento da chegada, expressando algo como “chegou a salvação”, mexeu com ele.

De igual modo, Lima relatou que sempre sentiu muito atraído por aquele mundo.

Ele contou que dizia: “Jogar na África? Eu vou!”. O ídolo, afirmou que sempre é possível ajudar de alguma maneira, como nessa oportunidade. Que foi possível ver alegria na face da criançada que estão recebendo ajuda.