in

Submarino desaparecido há um ano é encontrado no oceano atlântico

Divulgação/Ministério da Defesa Argentina
Publicidade

Foi anunciado na madrugada deste sábado (17), pela Marinha argentina, o encontro do submarino Ara San Juan, desaparecido há um ano e um dia. A embarcação foi localizada após operações feitas por um navio da empresa Ocean Infinity, que patrulhou nos últimos meses o mar da Argentina, em pontos onde foram dados os últimos sinais do submarino antes de desaparecer.

Um mini-submarino com funcionalidade de direção autônoma dentro do mar, acoplado ao navio modelo Skandi, conseguiu localizar o objeto que apontou estar em uma profundidade de 800 metros, em uma região de cânions. Este foi o 24° ponto de busca do submarino.

O Ara San Juan desapareceu em 15 de novembro de 2017, após dar sinal a Base Naval de Mar Del Plata pela última vez. Na embarcação, estavam 44 tripulantes que voltavam de uma missão na região sul do oceano atlântico.

Publicidade

Horas antes, o comandante havia informado a base que tinha alertado sobre a entrada de água por um duto de ventilação, que acabou atingindo o compartimento de baterias elétricas e gerando um princípio de incêndio.

Publicidade
Publicidade

“Justiça e verdade era o que pedíamos. E com tudo isso nós estamos orgulhosos. Sabemos onde estão nossos filhos. Esperamos receber alguma fotografia em breve, esperamos poder dar a eles a despedida que merecem. Assim, poderemos ter paz”, falou ao jornal argentino Clarín, o pai de um dos tripulantes – muito comovido com a notícia.

A Ocean Infinity agora receberá do governo argentino o valor de US$ 7,5 milhões – em torno de 28 milhões de reais. A empresa só receberia este valor caso encontrasse a embarcação naufragada. Após quase desistir de continuar as buscas, o ponto em que foi descoberto indícios do submarino na quinta-feira (15), fez o navio Seabed Constructor voltar ao mar.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Thiago Santana

Escrito por Thiago Santana

É redator do Grupo i7 Network, estudante de jornalismo e chocolatra.