in

Globo é acusada de atacar Bolsonaro em final de novela e frase gera revolta: ‘Fake news’

Divulgação/TV Globo
Publicidade

A novela Segundo Sol da TV Globo acabou na noite desta sexta-feira (9/11) com um final eletrizante. Como toda trama da emissora, os mocinhos terminaram felizes. Contudo, o autor da história, João Emmanuel Carneiro, decidiu trazer um tom mais político para o último capítulo.

O escritor colocou a personagem Laureta (Adriana Esteves) com final inquietante. Ao ser pega em flagrante matando Karola (Deborah Secco), a bandida procurada pela polícia foi finalmente presa e condenada à prisão.

Contudo, de dentro da cadeia, ela ainda comandava a vida fora das grades e preparou um plano para seu retorno triunfal à vida em sociedade.

Publicidade

Ao sair da cadeia, mesmo culpada – mas com pena reduzida – Laureta foi vista sendo entrevistada por uma equipe de repórteres. Ela disse que pretende entrar para a política e iria se candidatar a deputada federal. Segundo a própria bandida, ela estava a caminho de Brasília.

Publicidade

Laureta é comparada a Bolsonaro?

A personagem chegou a sofrer comparações com a campanha do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Pelas redes sociais, os telespectadores não perderam a oportunidade de comentar as coincidências da novela.

Laureta também foi questionada sobre Economia e decidiu dar uma escapada, dizendo que não responderia. Bolsonaro fez o mesmo ao ser perguntado sobre o tema durante sua campanha

Em seguida, a vilã negou ser uma criminosa e que tudo não passava de armações contra ela orquestradas por seus inimigos. “É tudo fake. Estamos vivendo no mundo das fake news. Vou provar que sou inocente”, disse Laureta.

Quem bem lembra sabe que Bolsonaro também foi acusado de perpetuar fake news por meio de grupos de WhatsApp. O processo contra o presidente eleito ainda está em aberto.

Publicidade
Tô passado News

Escrito por Tô passado News

Assuntos chocantes, novidades da televisão e famosos e política: tudo você encontro aqui.