in

Cientistas descobrem uma equação para assar a pizza perfeita, faça em casa

Foto: Tadeu Brunelli

Acredite, essa é uma pesquisa real, que descreve como fazer uma pizza perfeita. O estudo se baseia em princípios termodinâmicos relevantes para os processos de cozimento e adota uma abordagem padronizada que, segundo o trio de cientistas, resulta na perfeição.

A técnica utilizada para criar a fórmula é descrita como “provando e provando de novo”, segundo o autor da equação, Andrey Varlamov. “Falando com os italianos, visitando as diferentes pizzarias, falando com pizzaiolo, tentando aprender com eles a experiência de gerações“, detalha Varlamov.

Assim, a pesquisa pode ser resumida no ‘árduo’ trabalho de ir a pizzarias romanas e pedir pizzas margherita (tomates, mussarela e manjericão). Como um dos primeiros aprendizados estão o melhor horário para conferir o objeto de estudo: antes das 8 da noite ou depois das 10 da noite, quando a pizzaria está meio vazia.

Essa conclusão leva em conta a capacidade do forno, pois, com um fundo refratário, a pizza deve assar entre 325° a 330°C por 120 segundos. Então, quando há muitos clientes, os estabelecimentos aumentam o calor para cerca de 390°C e assam por apenas 50 segundos. A pressa leva a uma qualidade inferior, segundo o trio de pesquisadores.

Os cientistas também avaliaram qual o melhor forno: os de tijolos. O argumento leva em consideração a forma como o calor é transferido. Fornos de tijolos, tradicionais, têm um fogo a lenha que queima em um canto, permitindo que o calor seja transferido e irradiado uniformemente por todo o forno curvo.

Essa é uma má notícia para quem investe em fornos elétricos normais. Pois, de acordo com os pesquisadores, a pizza é frequentemente colocada diretamente na prateleira de metal, que conduz o calor com mais força do que o tijolo. O resultado é que a parte inferior da pizza absorve o calor mais rapidamente do que o restante, impactando na qualidade da massa.

Com todas essas conclusões, o trio chegou à equação da pizza perfeita para fazer em casa! Os autores explicam que os apreciadores de pizza devem baixar o fogo para 230°C e assar por apenas 170 segundos. Para coberturas com maior teor de água, o tempo de cozimento deve ser um pouco maior, devido à evaporação.

Deu água na boca? Então aproveite as dicas e confira se os pesquisadores acertaram!

Leia Também

Escrito por Mayra Michel

Jornalista por formação e vocação. Apaixonada pelos desafios da escrita e pelo aprendizado diário do Português. Na caminhada da Comunicação desde 2004, ainda tem muito o que viver nessa profissão que "quem conhece, não esquece jamais" (sim, sou mineira!).

Eduardo Costa detona Fernanda Lima após fala anti-Bolsonaro: ‘Faz programa pra maconheiro’

Palmeiras oferece 2 jogadores à Inter de Milão em troca de Gabigol