in

Daniela Mercury é xingada de ‘Escrava de satanás’ e nega comparar Jesus a travesti

G1
Publicidade

A cantora Daniela Mercury está revoltada e decidiu processar o deputado estadual da Bahia pastor sargento Isidório, após declarações polêmicas do político. A revelação foi feita pelo site da revista Veja nesta quarta-feira, 7 de novembro. O processo foi motivado porque o deputado publicou um vídeo em que faz sérias acusações contra Daniela Mercury. Ele também ofende a cantora.

Entre as expressões utilizadas pelo deputado pastor Sargento Isidório, ele chama Daniela Mercury  de ‘Escrava de Satanás’. Em outro momento, o político diz que a cantora de axé estaria “endemoniada”. A fala do deputado aconteceu em uma semana em que Daniela Mercury criticou a censura de uma peça em que teria o personagem Jesus feito por uma atriz trans.

Os advogados da cantora Daniela Mercury dizem que o deputado Sargento Isidório teria feito ofensas absurdas à artista. Em outro ponto do comunicado feito pelo estafe da estrela, argumenta-se que o vídeo feito pelo deputado Isidório teria atingido milhares de visualizações e, com isso, denegrido a imagem de Daniela Mercury.

Publicidade

Os advogados da cantora anexaram aos autos do processo o vídeo em que a cantora faz críticas à censura da peça. O objetivo foi sustentar que a cantora, em nenhum momento, ultrapassou o limite da ‘Liberdade de expressão’, que é previsto na constituição brasileira. 

Publicidade

Os advogados levaram à Justiça uma gravação desse discurso e sustentam que não houve ofensa a nenhuma religião, como o pastor dá a entender, assim como não houve xingamentos a Jesus, nem atribuição sobre a sua sexualidade. “Daniela não diz que Jesus é travesti”, reforça a nota da equipe da cantora.

FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.