Bolsonaro discorda do Enem atual e promete mudança radical: ‘doutrinação exacerbada’

Leia também

Mara Maravilha posta fotos ousadas com marido novinho e repercute na web

Apresentadora do SBT apareceu de um jeito diferente em publicação feita no Instagram.

Imagens registram momento exato em que novo coronavírus ataca as células do corpo

Registro foi feito através de um aparelho especial e mostra a ação do novo coronavírus.

Bolsonaro muda o tom e faz pronunciamento com mensagem comovente às famílias

O presidente da República, Jair Bolsonaro fez um novo pronunciamento nesta quarta-feira.

São Paulo compra 5 mil sacos para enterrar pessoas vítimas do novo coronavírus

A pandemia continua avançando por todo estado, fazendo vítimas fatais e preocupando as autoridades.
Tô passado News
Assuntos chocantes, novidades da televisão e famosos e política: tudo você encontro aqui.
Publicidade

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) decidiu também invadir a seara educacional, provando que suas opiniões são divergentes a respeito de muito do que é aplicado hoje no Brasil. O direitista se revoltou com questões aplicadas no último domingo no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A prova é um dos caminhos fundamentais para que estudantes de todo país consigam vagas em universidades federais ou bolsas de estudo em instituições de ensino particulares por meio do Prouni.

Publicidade

Bolsonaro afirmou no programa Brasil Urgente, do jornalista Datena, que ele discorda das perguntas formuladas na prova de domingo. Algumas falavam sobre o dialeto “Pajubá”, usado por gays e travestis. A questão foi baseada em uma tese publicada pela Universidade Estadual do Amazonas.

Publicidade

 “Um vexame você ver o que cai na prova do Enem, uma doutrinação desacerbada”, falou Bolsonaro na entrevista.

Publicidade

Enem passará por reformulação, diz Bolsonaro

O político ainda afirmou que irá promover uma mudança no Enem assim que assumir a presidência, atendendo à pedidos de seus eleitores.

Vou fazer o possível para fazer o Brasil diferente, construir e desconstruir o que foi feito até o momento”, declarou o presidente eleito.

Datena quis saber ainda se Bolsonaro está fazendo isso porque tem preconceito com gays e travestis. Ele negou.

Não tenho implicância com LGBT, mas uma questão de prova que entra na linguagem secreta de gays e travestis não medem conhecimento nenhum”, disparou.

Bolsonaro alega que a prova não está medindo “conhecimentos úteis para a sociedade”.