in

Caso Daniel: Allana Brites postou foto ao lado do jogador depois do crime

Montagem / Diogo Marcondes
Publicidade

A jovem Allana Brittes, de 18 anos, está presa temporariamente para não atrapalhar as investigações do assassinato do jogador Daniel Corrêa, de 24. O pai dela, Edison Brittes Júnior, de 37, confessou ter matado o atleta.

Daniel esteve em uma festa em uma casa noturna de Curitiba. A comemoração do aniversário de Allana se estendeu até a casa da família Brittes, onde ocorreu toda a confusão que culminou com a morte do jogador.

Tudo aconteceu no sábado (27). Depois de o corpo ter sido encontrado, Allana postou em sua conta oficial no Instagram uma foto em que aparecia ao lado de Daniel. “A nossa foto do meu aniversário ano passado. A desse ano você não me mandou”, escreveu na legenda.

Publicidade

No momento da publicação da imagem, ainda não se sabia que o jogador fora espancado na casa da família Brittes após, de acordo com o suspeito Edison Júnior, ter tentado estuprar Cristiana Brittes, mãe de Allana. A polícia investiga o que aconteceu.

Publicidade
Publicidade

Daniel foi espancado e levado a uma região de mata de São José dos Pinhais. O corpo foi encontrado sem o órgão genital e com o pescoço parcialmente degolado. Edison confessou o crime.

Em vídeo divulgado dias depois, Allana dizia que não era próxima do jogador e que ele não teria sido convidado para ir à festa na casa da família da jovem. O que se sabe agora é que Daniel viajou para Curitiba apenas para participar da festa da jovem de 18 anos.

As contradições podem fazer com que Allana e Cristiana se deem mal nas investigações do crime que está repercutindo em todo o Brasil.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br