in

Brasil em choque! Alexandre Nardone obtém parecer favorável para regime semiaberto

G1
Publicidade

A noticia de que Alexandre Alves Nardoni, condenado a trinta anos e dois meses de prisão pela trágica morte da filha Isabella Nardone, obteve êxito no pedido de prisão de regime para o semiaberto deixou todos os brasileiros consternados.

Nardone vem cumprindo a pena desde o ano de 2008 em Tremembé (SP), presídio que se tornou conhecido por abrigar presos de casos de grande repercussão. Lá também estão Daniel Cravinhos, ex-namorado de Susana, condenado por matar os pais dela e o médico Roger Abdelmassih. 

No regime semiaberto o detento pode trabalhar fora da unidade durante o dia e voltar somente noite para dormir. Além disso, os presidiários nesse regime, e com histórico de bom comportamento, podem deixar a prisão cinco vezes ao ano, durante as saídas temporárias. Isso já ocorre com a esposa do próprio Alexandre, Anna Carolina Jatobá, desde o ano passado. 

Publicidade

O pedido de progressão foi feito pela defesa de Nardoni , que considera que ele já tem o direito a um regime prisional mais brando porque já cumpriu o lapso temporal necessário à concessão do benefício – o correspondente a dois quintos da pena, considerado no cálculo o abatimento de 634 dias da pena por trabalhar na penitenciária. 

Publicidade
Publicidade

Alexandre Nardoni continua com o discurso dizendo que não sente culpa pela morte da filha, isso porque ainda nega a autoria do crime que chocou o Brasil. Aos profissionais e investigadores que aplicaram o exame sobre a morte de Isabella, ele diz que sente muito a perda da filha, não consegue entender os porquês da tragédia que assolou sua família e que, com a morte dela, parte de si morreu junto e que nunca mais se sentirá completo. 

Alexandre,possui excelente conduta no presídio onde cumpre pena. Além disso, Nardoni e sua esposa ainda mantém o relacionamento. O documento tem registro de que durante esses 3 anos preso em Tremembé, realizou trabalhos em setores como faxina, rouparia, lavanderia e na Empresa da Funap , onde ainda trabalha como encarregado do almoxarifado na fábrica de reforma de móveis escolares. Quanto ao futuro, diz que pretende trabalhar com seu pai. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade