in

Caso Daniel: passado de homem que confessou ter matado o jogador é revelado

Montagem / Diogo Marcondes
Publicidade

O empresário Edison Brittes Júnior está preso, após confessar que matou o jogador de futebol Daniel Corrêa, de 24 anos. O atleta estava no São Bento, mas tinha contrato com o São Paulo até o final deste ano. O passado do homem foi revelado neste sábado (3).

Edison Júnior confessou que matou Daniel Corrêa, no sábado (27), após desentendimento na residência da família Brittes. A defesa do empresário alega que Daniel tentou estuprar Cristiana Brittes, esposa de Edison. O caso está sendo investigado pela polícia.

De acordo com a história da defesa do empresário, Daniel entrou no quarto onde Cristiana dormia e teria tentado abusar da mulher, que gritou pedindo socorro. O jogador enviou foto deitado ao lado da mulher para um amigo.

Publicidade

Neste sábado, o passado de Edison Júnior foi revelado. Há dois boletins de ocorrência registrados pela Polícia Civil do Paraná neste ano de 2018. Em um deles, o homem foi flagrado com uma pistola, 15 cápsulas de munição e um carregador com 12 cápsulas.

Publicidade

O empresário tinha o registro da arma, mas não tinha o porte e não poderia estar com ela no carro. De acordo com o portal G1, que teve acesso ao B.O., Edison Júnior declarou à polícia que tinha amigos na Polícia Militar. Um tenente chegou a ir até a delegacia, mas não interferiu na ocorrência.

O carro do empresário tinha pendências administrativas. Foram realizados os autos de infração e o veículo foi levado ao pátio do Detran do Paraná. Edison recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Central de Flagrantes.

O outro B.O. foi registrado em janeiro. No documento, consta que Cristiana se desentendeu com o marido e teria sido ameaçada por ele, que efetuou dois disparos com arma de fogo. Eles negam os disparos.

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br