in

Caso Daniel: empresário que confessou crime ligou para a mãe do jogador para dar pêsames

Divulgação / Montagem: Diogo Marcondes
Publicidade

O caso da morte do jogador Daniel Corrêa, ex-Coritiba e São Paulo, ganha novos contornos a cada hora. Nesta sexta-feira (02), um parente da vítima deu entrevista ao Portal R7. Na conversa, a pessoa que não foi identificada revelou um suposto ato de frieza do empresário Edison Brittes Júnior, que confessou o crime.

Segundo o familiar de Daniel, o empresário ligou para a mãe de Daniel para dar pêsames:“Esse maluco ligou para a mãe dele [do Daniel]. Foi um negócio bem de sangue frio mesmo”. Dessa forma, o entrevistado levanta questões sobre a versão do criminoso, alegando que ele não ligaria para a mãe da vítima se “estivesse defendendo a honra da família”.

Daniel foi encontrado morto no último sábado (27), e a notícia foi divulgada na noite de domingo. O corpo apresentava sinais de tortura. O enterro foi realizado na quarta-feira, em Conselheiro Lafaiete, Minas Gerais.

Publicidade

“Estamos feridos, porque não temos a nossa versão, somente a deles. Antes, o Daniel era um coitado e agora (…) merecia ter morrido”, lamenta o parente.

Publicidade
Publicidade

Edison Brittes gravou vídeo dizendo que sua mulher foi abusada por Daniel. A polícia segue investigando o caso para saber se houve crime por parte do jogador.

“Acredito que ele tenha se relacionado com a moça [Cristiane] consensualmente. O rapaz [Edison] entrou no quarto e flagrou eles dormindo juntos. Não à toa, Daniel foi encontrado descalço, provavelmente do jeito que eles o tiraram do quarto e fizeram o que fizeram”, finaliza o parente do jogador em entrevista exclusiva.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br