Marcelo D2 chama Hélio Bolsonaro de ‘escravo da casa grande’ e é massacrado no Twitter

Leia também

Babu enfrenta morte do lado de fora do BBB20 pelo câncer; ator ainda não sabe da perda

Pelas redes sociais, a namorada de Babu Santana comunicou aos fãs sobre a morte da avó do brother.

Mulher engravida de irmão e vira mãe e tia ao mesmo tempo; marido concordou com tudo

A mulher teve dois filhos e disse ter se sentido muito feliz pelo conseguiu fazer.

Homem vence coma do coronavírus, após escutar louvor por 7 dias: ‘milagre’

Diagnosticado com Covid-19 e em coma, o executivo Hudson Ricardo Alves dos Santos, diz que foi alvo de milagre.

Espírito obsessor de boneco amaldiçoado estaria rondando a casa do BBB20

A teoria começou a circular com força pelas redes sociais após internautas ligarem pontos relativos a episódios ocorridos na casa.
Kauane Moreira
Apaixonada por esporte e viagens! Quer enviar uma sugestão de pauta? Entre em contato: kaumoreira.contato@gmail.com
Publicidade

Parece que as críticas de Marcelo D2 para o presidente eleito Jair Bolsonaro estão longe do fim. Desta vez, o cantor levantou um assunto polêmico envolvendo o deputado mais votado do Rio de Janeiro e amigo pessoal de Bolsonaro, Hélio Lopes – conhecido como Hélio Negão ou Hélio Bolsonaro.

Publicidade

O cantor escreveu em sua conta pessoal do Twitter que Hélio Negão era um lambe coturno de capitão. “To querendo tocar nesse assunto, super delicado, a alguns dias . E o negão do Bolsonaro hein ? Talvez seja essa a nova nomenclatura pro escravo da casa grande. bater palma pro patrão, no caso aqui lamber o coturno do capetão. ”Eu não sou racista, tenho ATÉ um amigo preto‘”, escreveu D2.

Publicidade

Além disso, o cantor chamou o deputado de escravo da casa grande e ‘negão do Bolsonaro’.

Publicidade

A publicação do cantor deu o que falar e a tag #MarceloD2Racista está entre os assuntos mais falados do mundo. Os internautas não gostaram da fala do rapper e massacraram D2 na internet.

Um dos internautas chegou a denunciar Marcelo para o Ministério Público e disse que o cantor não pode sair impune.

Marcelo D2 não apagou as postagens que foram feitas neste dia 31 de outubro e entre várias críticas e xingamentos, teve apoio de algumas pessoas que disseram entender o que o cantor quis dizer. “Eu entendi o que quis dizer @Marcelodedois e lembrei da seguinte frase: ‘Não confunda a revolta do oprimido com o ódio do opressor.’ É mais ou menos assim. Sei que não quis ser racista, até pq não é.“, disse uma internauta.