in

PSG tem plano que vai deixar o Barça ‘furioso’ na janela de transferências

Sky Sports
Publicidade

Desde que o PSG conseguiu abocanhar o jogador Neymar na metade do ano passado, que a relação do clube com o Barcelona está mais restrita.

Publicidade

Não que os dois times estejam dispostos a liberar seus jogadores com facilidade, mas são recorrentes os rumores envolvendo diversos atletas das duas equipes nos últimos tempos. E se depender dos atuais campeões da Ligue 1, as transferências não vão parar por aí. 

Publicidade

Segundo publicação do portal francês Le10Sport, o PSG está montando um esquema para a próxima janela de transferência europeia, que abrirá em janeiro. As pretensões do time no mercado é visar a contratação de Ivan Rakitic, titular absoluto do Barça, além do meia holandês Frenkie de Jong, do Ajax-HOL, que também interessa aos catalães. 

Quem vem tocando as negociações é o diretor de futebol do clube, Antero Henrique. No entanto, essa medida pode deixar o Barcelona ‘furioso’, tendo em vista que o time não tem intenção em negociar o jogador croata neste momento, nem levar um ‘chapéu’. 

Publicidade

Esses não são os únicos jogadores que estão na mira do time de Neymar. O PSG também visa as contratações de N’Golo Kanté, do time do Chelsea, Stanislav Lobotka, do Celta-ESP, e ainda o sérvio Milinkovic-Savic,que atua no Lazio, mas está na mira de grandes gigantes do futebol como o Real Madrid. 

No lado do Barcelona, existe o real interesse na contratação de Adrien Rabiot, volante do próprio PSG. O jogador já demonstrou seu interesse em deixar o atual clube para brilhar no gigante time da Catalunha. Por enquanto, tudo não passa apenas de interesse e planos que vem sendo arquitetados. Até janeiro, muitas dessas opções podem ser alteradas.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.

Real Madrid e Barcelona disputam a contratação de destaque da Libertadores

Casado há mais de dez anos, Faustão apresenta programa sem aliança e fim de união é cogitado