in

Ex-Panicat relata humilhações no programa: ‘Ficava sem roupa e me chamavam de gorda’

Band
Publicidade

A ex-Panicat Carol Dias veio há público meses depois do programa na televisão acabar, revelar vários casos de humilhações sofridas nos bastidores da atração.

Gabriel Perline do Notícias da TV foi o responsável por realizar a entrevista com a ex-panicat, que revelou os casos de humilhação que sofreu. Segundo Carol, ao longo de cinco anos de trabalho, ela foi xingada e chamada de gorda. 

Agora, ela vem sofrendo as consequências das humilhações que passou ao longo dos anos na atração. Carol disse estar com depressão e síndrome do pânico. “Vou ao psiquiatra e tomo remédio até hoje”. A ex-integrante do programa disse que a diretora do programa chegou a gritar com ela durante os intervalos das gravações, dizendo que ela estava gorda. 

Publicidade

Na época dos acontecimentos, Carol contou que as amigas ficavam horrorizadas com a atitude da diretora. Mesmo sabendo que estava um pouco acima do peso, ela poderia ter lhe chamado de canto e falado. Apesar de tudo, a ex-panicat defendeu o líder da trupe do programa, Emílio Surita, dizendo que ele nunca à tratou com hostilidade. 

Publicidade

Segundo Carol, Emílio sempre a elogiava. A ex-panicat revelou que chegou a ficar internada por quinze dias por conta dos problemas psicológicos que desenvolveu. A diretora não era a única que a fazia sofrer, pois havia um outro diretor, muito mais machista e retrógrado.  

A ex-panicat disse que criaram um reality chamado Largadas e Peladas, e que aquilo foi a gota d’água para ela que pedir demissão quatro dias depois de ver como as mulheres eram tratadas. Hoje Carol trabalha com coach de autoestima.

Publicidade
Rômulo NC

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.