in

Jair Bolsonaro ganha reforço na segurança e desconfia de envolvimento do PCC em atentado

Reprodução: Instagram/Jair Bolsonaro
Publicidade

Candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro ganhou reforço e, sua segurança pessoal aumentou. O número de agentes da polícia federal na escolta do presidenciável passou de 25 para 30.

Publicidade

Além disso, o candidato conta também com agentes da Batalhão de Choque da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Este reforço deve ser mantido, pelo menos, até o dia da eleição, no domingo (28).

Publicidade

A informação foi divulgada pelo presidente do PSL, Gustavo Bebiano. De acordo com Bebiano, o reforço aconteceu depois de Bolsonaro receber ameaças. Nas redes sociais, seguidores pedem que Bolsonaro cuide de sua segurança.

Bebiano afirmou que há indícios de que o atentado sofrido por Jair Bolsonaro no dia 6 de setembro, em Juiz de Fora, Minas Gerais, teve participação do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Publicidade

“As informações que a campanha já tem são suficientes para adotar um cuidado redobrado”, explicou o presidente do partido de Bolsonaro. Bebiano afirmou também que além de agentes da Polícia Federal e Polícia Militar, há policiais civis que ajudam, voluntariamente, na segurança do presidenciável.

“Então, existe um efetivo muito grande hoje. Temos informes e informações que são prestados por diversos organismos de segurança. Nós confiamos nas autoridades competentes e nessas instituições policiais que hoje cuidam da vida do candidato Jair Bolsonaro”, afirmou Bebiano.

Segundo ele, Bolsonaro representa um ponto final e ruptura na criminalidade que se instalou no Brasil. Por isso, acredita o presidente do PSL, haveria uma ameaça real de atentado.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Jovem marcada com suástica na barriga é indiciada por falsa comunicação de crime

Amigo de Bruna Marquezine é espancado por eleitores de Bolsonaro e atriz fica revoltada