in

Corpo de garota de 9 anos que desapareceu em Porto Alegre é encontrado

Arquivo Pessoal
Publicidade

A pequena Eduarda Herrera de Mello, de apenas 9 anos, desapareceu na noite do último domingo (21). Ela brincava na porta de sua casa, em bairro da zona norte de Porto Alegre, quando foi sumiu.

Segundo uma coleguinha que brincava com a menina, ela teria entrado em um carro vermelho. Vizinhos afirmaram que viram um carro dessa cor circulando pelas ruas do bairro durante todo o dia.

Nesta segunda-feira (23), o corpo da menina foi encontrado próximo ao acostamento da rodovia RS-118, em Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre.

Publicidade

Ao lado do corpo, foram encontrados pipoca e bala. A polícia não permitiu que a família da menina se aproximasse do local, mas sua mãe conseguiu entrar na região de mata e confirmou que se tratava do corpo da filha.

Publicidade

“Eles (policiais) não falaram nada. A gente teve que invadir o local para ver o que tinha ali, e tinha diversas balas e outras coisas que eles recolheram”, afirmou Kendra Herrera, mãe da menina.

A polícia não descarta nenhuma hipótese. Câmeras de segurança do bairro serão averiguadas para encontrar pistas sobre o suposto carro vermelho que circulou na região. A família acredita que a menina tenha sido usada em algum ritual religioso.

Bastante emocionada, a tia da menina falou sobre o desaparecimento. “Ela é muito extrovertida, muito simpática, é uma criança que todo mundo se encanta. E a gente sempre fala, não chega perto, não conversa. A gente não sabe o que passou na cabecinha dela para ter conversado. O que ele ofereceu, o que ele falou para ela”, afirmou Paula Morgani.

Nos próximos dias a polícia deve ter mais explicações sobre este caso que chocou Porto Alegre e está repercutindo em todo o Brasil.

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br