in

Jornalistas da Record TV denunciam canal em sindicato após pressão para beneficiar Bolsonaro

Foto: Divulgação/RecordTV
Publicidade

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), publicou uma nota em 19 de outubro, alegando que tem recebido denúncias de jornalistas profissionais da RecordTV, atuantes na emissora, em rádio e no portal R7, por “pressões abusivas” do canal.

Estas pressões estariam acontecendo por parte da direção da emissora, que quer “que o noticiário beneficie o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e prejudique o candidato Fernando Haddad (PT)”.

Os jornalistas informaram também que o apoio de Edir Macedo, dono da Record, a Jair Bolsonaro, tem ligações diretas com os pedidos feitos pela direção. Os profissionais que mais estariam sendo afetados com isso seriam os jornalistas do portal R7, como diz o sindicato.

Publicidade

“O portal R7 também passou a ser dirigido a favor do candidato do PSL de forma explícita: por vários dias seguidos, os destaques da rubrica ‘Eleições 2018’ na home se dividiam entre reportagens favoráveis a Bolsonaro e reportagens negativas a Haddad”.

Publicidade

Destacou também a entrevista concedida a emissora do bispo da Igreja Universal no mesmo momento em que havia um debate na concorrente, sem a participação do presidenciável.

“Um momento importante foi a entrevista com Jair Bolsonaro levada ao ar em 4 de outubro, no mesmo momento em que sete outros candidatos à Presidência realizavam um debate na TV Globo, com a ausência do líder nas pesquisas”.

Na nota o sindicato ainda repudiou as atitudes da direção da emissora, exigindo “respeito à autonomia de apuração e edição dos jornalistas da empresa” e apresentou providências para a situação que passa os jornalistas do grupo.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Thiago Santana

Escrito por Thiago Santana

É redator do Grupo i7 Network, estudante de jornalismo e chocolatra.