in

Alerta: ‘namoro ioiô’ como de Neymar e Bruna Marquezine é prejudicial à saúde

Facebook/Direto da Redação

Nos últimos dias, a notícia sobre o rompimento do namoro entre Bruna Marquezine e Neymar voltou às manchetes dos jornais. O que chama atenção neste caso é número de vezes que o casal já começou e terminou o namoro.

Outra vez?

Em evento realizado pela Le Lis Blanc, nesta quinta-feira (18), em São Paulo, a atriz confirmou o término do namoro. Segundo a global, a decisão de colocar um ponto final no namoro partiu de Neymar e avisou que não quer mais tocar neste assunto. Veja quando foram as idas e vindas de #Brumar:

  • Início no namoro – Outubro de 2012
  • 1º rompimento – Fevereiro de 2014
  • Recaída – Maio de 2014
  • 2º separação – Agosto de 2014
  • Reataram – Agosto de 2016
  • 3º término – Julho de 2017
  • Novo recomeço – Réveillon de 2018
  • 4º rompimento – Outubro de 2018

Alerta: namoro ioiô como de Neymar e Bruna Marquezine é prejudicial à saúde

Alguns relacionamentos são marcados por idas e vindas, altos e baixos. Tais namoros e relacionamentos também são conhecidos como ‘ioiô’. Mas o que a maioria das pessoas envolvidas neste tipo de relação não sabem é que estão colocando a própria saúde em risco; entenda.

O ‘namoro ioiô’ é aquele que não consegue alcançar a estabilidade necessária para que o casal consiga se manter unido. Segundo a psicoterapeuta Beatriz Cardella, autora do livro “Laços e Nós” (Editora Ágora), as pessoas só conseguirão se livrar desse tipo de relacionamento quando colocarem em prática as palavras convívio e entrega. “Ninguém alcança um elo de amor, confiança e cumplicidade se não construir isso. Não há um relacionamento pronto, esperando por nós”, afirma.

Por incrível que pareça, estes tipos de relacionamentos são duradouros, contudo, infelizes e repletos de insegurança. Segundo o portal de notícias da revista Veja, relacionamentos ioiô são extremamente prejudiciais à saúde mental.

Segundo um estudo realizado e publicado na revista Family Relations, quanto mais vezes um casal termina e reata, maiores são as chances do envolvidos desenvolverem depressão e transtorno de ansiedade.

Quando você está envolvido em um relacionamento deste tipo, vive em sobressalto, tenso e inseguro, o que faz deste relacionamento extremamente tóxico, que não faz nada bem aos envolvidos.

Os relacionamentos amorosos exercem grande efeito no bem-estar dos indivíduos, assim como o término está associado ao sofrimento psicológico, que pode ser pontual e de curta duração. Entretanto, quando esse ciclo se repete com o mesmo parceiro, por diversas vezes causam traumas e danos severos a saúde emocional dos parceiros.

Leia Também

Escrito por Fabiana Batista Santos

Redatora Web há 5 anos. Prezo por desenvolver conteúdo de qualidade para levar informações úteis e pertinentes ao maior número de pessoas possível. Especialista em TV e Famosos, entretenimento, curiosidades, notícias do Brasil e mundo, decoração, saúde, entre outros.

Next post

Casa de doméstica em SP, está entre as melhores construções do mundo; veja por dentro

DJ Ricardo Vilela cai do 3º andar de aeroporto usando apenas roupa íntima