in

4% dos eleitores que votaram em Haddad pretendem votar em Bolsonaro no 2º turno

Reprodução / Site oficial PSL
Publicidade

Pesquisa Datafolha divulgada na quarta-feira (10) mostra algo que muitos analistas sabem: não é fácil entender a cabeça do brasileiro na hora de votar. Segundo o levantamento que ouviu mais de três mil pessoas em 227 cidades brasileiras, 4% dos eleitores que votaram em Fernando Haddad (PT), no primeiro turno, dizem que irão votar em Jair Bolsonaro (PSL) no segundo. 

Além disso, brancos e nulos e aqueles que não sabem em quem votar chegaram a 6% entre aqueles que digitaram 13 para presidente no último domingo (7). 90% dos eleitores de Haddad garantem que vão repetir o voto no dia 28 de outubro.

Entre os eleitores de Bolsonaro, a certeza é maior: 97% irão votar novamente no 17 no segundo turno. 2%, porém, afirmam que migraram para o PT e votarão em Haddad. Um por cento não sabe ou não respondeu.

Publicidade

Bolsonaro herda 19% dos votos daqueles que votaram em Ciro Gomes (PDT); 42% dos que votaram em Geraldo Alckmin (PSDB); 49% dos que votaram em João Amoêdo (Novo); 18% dos que votaram em Marina Silva (Rede); 14% dos que votaram em branco ou nulo; e 21% daqueles que não sabiam em quem votar.

Publicidade

Haddad, por sua vez, herdou 58% dos que votaram em Ciro; 30% dos que votaram em Alckmin; 18% dos que votaram em Amoêdo; 37% dos que votaram em Marina; 13% dos que votaram em branco ou nulo; e 25% dos que não sabiam em quem votar.

No geral, Bolsonaro vence Haddad por 58% a 42% dos votos válidos. Essa é maior diferença entre os candidatos na primeira pesquisa do segundo turno desde 2002, quando Lula (PT) e José Serra (PSDB) disputaram o Planalto.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br