Reviravolta! Denúncia de estupro envolvendo Cristiano Ronaldo ganha novos rumos

Advogados do jogador estão reunindo provas e apontando fatos que comprovem que ele não esta ligado ao crime.

Celebrities buzz

O jogador Cristiano Ronaldo foi envolvido em um grande escândalo após ser denunciado de estupro pela modelo norte-americana, Kathryn Mayorga. O caso teria acontecido em 2009, mas só veio à tona neste ano.

Diante do escândalo, os advogados de defesa do jogador estão trabalhando para reunir provas e apontar fatos que possam comprovar que Cristiano não teve culpa no suposto crime de estupro contra a modelo. 

Segundo informações passadas pelo jornal português, Correio do Amanhã, os advogados do craque devem se basear em uma suposta pressão que o jogador sofreu, vinda do clube Real Madrid. Na época do suposto crime, Cristiano era uma das grandes apostas do time espanhol. 

O jornal diz que a linha de defesa deve se basear no fato de que o clube teria pressionado Cristiano Ronaldo a assinar o acordo com a modelo. O jogador teria pago 375 mil dólares à suposta vítima, em troca de seu silêncio. Apesar de não terem confirmado nenhuma das informações sobre a defesa do craque, o Real Madrid teria feito uma reunião entre os advogados do jogador e os do time, para tentar chegar em uma estratégia segura de defesa. 

No último domingo (07), o jogador também teria viajado, com sua namorada, para encontrar com seus advogados. Recentemente, o porta-voz da polícia de Las Vegas voltou a falar sobre o caso, dizendo que Cristiano não está sendo acusado de nada ainda, mas que pretendem ouvi-lo para mais esclarecimentos sobre o suposto crime. 

Ainda segundo a polícia de Las Vegas, a notícia de que os agentes teriam perdido as provas dadas pela modelo na época do ocorrido é falsa. Vale ressaltar que nenhuma das informações, passadas pelo jornal, foram confirmadas pelo ex-clube ou pelos advogados de Cristiano Ronaldo até o momento.