in

Bolsonaro dispara em SP, chega a 30% e Haddad e Alckmin ficam para trás

Site oficial PSL
Publicidade

Geraldo Alckmin (PSDB) governou o estado de São Paulo em quatro mandatos. Fernando Haddad (PT) foi prefeito da cidade de São Paulo entre 2013 e 2016. Apesar disso, quem lidera a corrida presidencial no maior colégio eleitoral do país é Jair Bolsonaro (PSL).

O candidato conservador nasceu no interior de São Paulo, mas fez carreira política no Rio de Janeiro, por onde foi eleito deputado federal. Nestas eleições, porém, Bolsonaro se dá bem no estado mais populoso do país.

De acordo com levantamento do instituto Paraná Pesquisas, que ouviu 2.002 pessoas entre os dias 19 e 23 de setembro, Bolsonaro lidera em São Paulo com 30,4%. O ex-parlamentar também é o primeiro colocado entre homens (38,7%), mulheres (23,1%), em todas as faixas etárias e em todos os graus de ensino – do fundamental ao superior.

Publicidade

A segunda colocação é ocupada por Fernando Haddad, que tem 14,7%. Geraldo Alckmin é o terceiro colocado, com 14,4%. Ciro Gomes (PDT) é o quarto colocado, com 7,9%.

Marina Silva (Rede) aparece na quinta posição, com 5%. As posições em São Paulo respeitam rigorosamente o que acontece em todo o Brasil. Na sexta posição, aparece João Amoêdo (Novo), com 4,4%.

Henrique Meirelles (MDB) tem 1,9%. Alvaro Dias (Podemos) soma 1,8%. Na sequência, Cabo Daciolo (Patriota) e Guilherme Boulos (PSOL) têm 0,5%, cada um. A lista se completa com Vera (PSTU), com 0,4%, e Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL), ambos com 0,1%.

As eleições acontecem no próximo dia 7 de outubro em todo o Brasil e 33 milhões de eleitores paulistas devem ir às urnas escolher, além de presidente, dois senadores, governador, deputado estadual e deputado federal.

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!