in

Serial Killer de Goiânia, condenado há 684 anos, pede para se casar na prisão

Foto: Tribunal de Justiça do Estado de Goiás
Publicidade

Thiago Henrique Gomes da Rocha, de 30 anos, é conhecido como serial killer de Goiânia. O homem está preso desde o ano de 2014 e pegou mais de 600 anos de prisão em sua condenação. Os crimes pelos quais ele foi condenado foram 29 mortes, dois assaltos e porte ilegal de armas. 

Entre os anos de 2013 e 2014, o país ficou chocado com a maneira que Thiago escolhia suas vítimas, aleatoriamente. Todas as condenações somam um total de 684 anos de prisão.

Thiago fez um pedido à Direção Geral da Administração Penitenciária de Goiás, solicitando uma autorização para que ele se case no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, que fica na região metropolitana de Goiânia. Thiago quer realizar a união em um casamento comunitário, que acontecerá no próximo mês, porém, a documentação da noiva não ficou pronta no prazo estipulado.

Publicidade

Ela também está presa e não teve sua identidade ou motivo de estar presa informado pela Direção Geral da Administração Penitenciária de Goiás. Os dois detentos não tem direito a encontros pessoais, o que leva a entender que seria esse o motivo do casamento. A advogada de Thiago não quis dar nenhum tipo de esclarecimento a respeito do assunto.

A última condenação de Thiago Rocha aconteceu na última quinta-feira, dia 20 de setembro, pelo assassinato de Bruna Gleycielle de Sousa Gonçalves, que aconteceu no ano de 2014. Bruna esperava o ônibus após sair da academia e foi surpreendida por Thiago que estava em uma moto e anunciou o assalto.

Testemunhas contaram que, enquanto a vítima procurava o celular em sua bolsa para entregar ao bandido, ele apontou a arma e atirou a queima roupa, fugindo em seguida sem levar nenhum pertence de Bruna. Ela deixou um filho de sete anos.

Cláudia

Escrito por Cláudia

Claudinha