in

Bolsonaro cresceu sete pontos entre as mulheres no último mês e lidera

Reprodução/Facebook/Mulheres de Direita
Publicidade

Candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro lidera a corrida presidencial entre as mulheres e cresceu sete por cento nessa fatia do eleitorado no último mês, de acordo com levantamento feito Datafolha.

No dia 22 de agosto, Bolsonaro era o segundo colocado, com 14%. Marina Silva (Rede) liderava com 19%. Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) dividiram a terceira posição, com 9%. Fernando Haddad ocupava a quinta colocação, com apenas 3% dos votos.

No dia 10 de setembro, o cenário começou a mudar. Bolsonaro saltou de 14% para 17%, enquanto Marina caíra para 12%, dividindo a segunda posição com Ciro Gomes. Alckmin ficou com 11% e Haddad chegava a dois.

Publicidade

Na pesquisa divulgada no dia 14, Bolsonaro consolidava ainda mais a liderança entre mulheres, chegando a 18%. Haddad cresceu e chegou a 13%. Ciro também ficou com 13%. Marina experimentava mais um capítulo de uma queda vertiginosa, chegando a 9% e empatando com Alckmin.

No novo levantamento Datafolha, divulgado nesta quinta-feira (20), Bolsonaro continua subindo, mesmo com toda a campanha de boicote planejada por algumas mulheres, e chegou a 21%.

Haddad é outro que segue caminho ascendente e aparece com 16%. Ciro tem 13. Geraldo Alckmin e Marina Silva aparecem com 9%, cada um. João Amoêdo (Novo) e Alvaro Dias (Podemos) têm 3%, cada.

Henrique Meirelles (MDB) aparece com 2% dos votos entre as mulheres. Vera (PSTU) e Guilherme Boulos (PSOL) têm 1%. Cabo Daciolo (Patriota), João Goulart Filho (PPL) e Eymar (DC) não saíram de 0%.

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br